segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Solidão, Bahia e chorumelas...

Como lutar contra a solidão
Sorria o tempo todo
Brilhe os dentes até não fazer mais sentido
Disfarce-os com mentiras

E o que for de dar errado
Vai te seguir
Para combater a solidão
Ria de qualquer piada
Suma com sua cegueira vazia
encha seu coração de fumaça
E a primeira coisa que você quiser
Será a ultima coisa que você precisará
É assim que você luta contra isso

Apenas sorria todo o tempo
Apenas sorria todo o tempo...





Amo essa música. Sabe quando você sente raiva por não ter sido a pessoa que escreveu certa coisa? Pois é! =|

.

Fodi com minha garganta! Fumei uma carteira inteira numa noite, e uma inteira no outro dia. Não deu pra mim. Não sei a culpa de eu estar assim agora seja essa realmente, mas tô mal, muito mal! Physically and psicologically. Mas tento não demonstrar e dar um jeito de juntar os cacos... às vezes, porque às vezes It's exhausting to keep smiling when your toes are bleeding on the floor.

Nesses últimos dias tenho me lembrado do tempo na Bahia. Será porque fez um ano que eu fui pra lá? Queria me lembrar melhor, e claramente. Mas não consigo, as lembranças são turvas e confusas. Pudera, né? *Agora me toquei que a foto que tô postando é da época da Bahia*. Olha aí, that's the unconscious talking!
Às vezes eu sinto vontade de voltar pra lá. Talvez nem vontade... necessidade, talvez. Me fez tanto bem! Voltei outra pessoa. Pena que foi só um alívio imediato, e agora tô de volta à estaca zero.
Apesar da saudade que eu sentia da família e do namorado na época, eu me sentia confortável lá. (comfortably numb! hahaha, literalmente!)

Enfim... pra fechar as chorumelas e os queixumes, tô engordando de novo. (Outro fato, na época da BA eu emagreci 5kg, sem esforço algum. Na época de agora, eu engordei 5kg sem esforço algum. hshaushuahs +_+)
Minha Hamster (na verdade é de Lorenna), a Maria Antonietta, me odeia. Faz xixi e cocô em mim quando eu tento pegá-la pra fazer carinho, me morde, foge, pula, e grita. Acho que ela não vai durar muito tempo. :~
E ver hamsters é uma coisa que deprime a gente. Que vida mais meaningless! Correr numa rodinha o dia todo, ficar preso numa gaiola minúscula e comer. "Pelo menos eu não nasci hamster!"

Ai, ai...

3 comentários:

Luh disse...

Bahia!
AAAAAAAAAH.. a Bahia.
(meu pai é baiano, portanto, sou metade baiana! huahuhuahua).

gosto muito de lá e tenho uns primos gatos (y)
ops! tu tens namorado! ;x
hahuhuahuahuhuahuahua
fico com os primos pra mim, então.

:*

Larice disse...

prima, você tem eu! :D
hhohoohoho, é grande coisa sim, e poem GRANDE nisso mermã.

Quero que tu saiba que eu te amo, e que tu vai superar.
Não sabia que tu tinha ficado dodoe pelo cigarro. Oo'

amo ninininin :*

Luh disse...

ouwn, eu sei que aquela frase parece meio ruim demais, maaas nem é coisa de vingança de mulher mal-comida...
enfim, eu só queria um cara pra eu agir como 'a menina má' de vez em quando.
ah, não consegui explicar.
é que eu estou sob efeito de muitos elogios. (lê-se: estou mto besta. hahahha)

beeeijo :*